Minha vontade ou a de Deus?

Texto: Mateus 26:39

Introdução: Sabemos que nem sempre as coisas são como gostaríamos. Muitas vezes a nossa própria vida caminha numa direção muito diferente do que sonhávamos. Nem tudo que sonhamos se concretiza, isso por vários fatores, mas um deles é que descobrimos que nem tudo que desejamos é bom para nós. Quando crescemos mudamos de opinião.

Mudar de opinião é algo comum, não é tão difícil, o difícil é abrir mão de sua vontade, mesmo que seja pela vontade de Deus.

Sabemos que à vontade de Deus é o melhor para nossas vidas (Jeremias 29:11), mas mesmo sabendo disso nem sempre é fácil abrir mão de nossa vontade, do que queremos. Jesus sabia que a vontade do Pai era o melhor para toda a humanidade, mas mesmo assim enfrentou uma grande batalha pessoal e até orou dizendo que se fosse possível que Deus passasse Dele aquele cálice, porém que fosse feita a vontade de Deus.

Nem todos, como Jesus, perseveram na vontade de Deus, alguns insistem com sua vontade, mesmo sabendo que é contrária a vontade de Deus. O que acontece quando conhecemos a vontade de Deus e insistimos em fazer a nossa?

1)Nossa alma definha (Salmos 106:14-15).

Perdemos a alegria e motivação na vida com Deus. Perdemos a vontade de prosseguir em frente, de nos esforçarmos em direção a uma maior comunhão com Jesus.

2)Deixamos de usufruir o projeto abençoador de Deus para nossas vidas (Mateus 23:37-38).

Quando você insiste na sua vontade pode perder o que Deus tinha preparado para você.

3)Perdemos a intimidade com Deus (Isaías 59:2).

Quando insistimos com a nossa vontade, mesmo sabendo que é contrária à vontade de Deus, pecamos. Os nossos pecados fazem separação entre nós e Deus.

Conclusão: Você gostaria de usufruir o projeto abençoador de Deus para a sua vida? Gostaria que sua alma fosse próspera? Gostaria de ser um amigo(a) de Deus? Se sim, então entregue sua vida a Ele e submeta-se a vontade Dele. Ore como Jesus para que seja feita a vontade de Deus na sua vida e não mais a sua. Você quer isso? Levante a mão vamos orar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *